Domingo, 7 de Agosto de 2005

Estrada Fatídica!

ACIDENTE.jpg


É de facto fatídica, por abundante em sinistros esta acessibilidade ao Parragil e arredores. Quase todos eles causados pela via.


O seu perfil, as suas curvas, as suas assustadoras bermas e ainda o incauto estacionamento levam a que todos circulem "ao meio".


O excessivo trânsito de pesados torna-a ainda mais perigosa, um aperto no peito e paragem respiratória a cada nova curva. E aquela areia toda... Ela já "chupou o óleo. Que está lá a fazer ainda?


O veículo da imagem foi, apenas, mais outro que passou no "lugar certo, no minuto errado", espero que o seu condutor esteja bem!


HAVEMOS DE ADMITIR 2 CANTONEIROS para os quadros da Junta e então serão conservadas as vermas e limpas as estradas da Freguesia. Quando não se pode construir, pode-se manter o que existe!


 

publicado por aalmeilda às 20:27
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Artur a 11 de Agosto de 2005 às 00:00
Aqui está um caso merecedor de protesto pela linha 808 210 000!


De Artur a 11 de Agosto de 2005 às 00:00
Aqui está um caso merecedor de protesto pela linha 808 210 000!


De Ruiva a 8 de Agosto de 2005 às 12:15
Dgv – Com toda a certeza que não foi a Direcção Geral de Viação a proferir o comentário acima redigido. Só não se capota um carro nesta ”estrada da morte” se não calhar e não é preciso muita velocidade. E só faz um comentário tão absurdo como este, quem nunca circulou nesta estrada. É uma verdadeira proeza, um verdadeiro teste aos reflexos e uma prova de grande agilidade, sair ileso deste percurso quando nos deparamos com camiões completamente fora de mão e em excesso de velocidade. Se em fracções de segundos, temos que agir, e ainda por cima, temos que nos refazer do susto de ver um “monstro destes” mesmo à nossa frente, temos lá noção das guinadas que damos ao volante. E com areia e as "famosas bermas"… nem se fala! Algumas têm com certeza mais de 30 cm. Isto é criminoso!!! Somos humanos, não os simuladores que algumas escolas de condução já usam. E os carros que têm sistematicamente embatido contra a desgraçada da alfarrobeira? Também esses iam em excesso de velocidade, dgv? Ainda que seja quase criminoso o que se está a fazer à pobre árvore, muitos automobilistas já lhe deram boas graças, dado que os ampara de uma eventual queda, a verificar-se, muito maior, pois o terreno é bastante desnivelado. Até quando sr. presidente (com minúsculas, pois não ganhou o direito a mais, por tudo o que tem feito e permitido)? A propósito, não se deixem levar, se clicarem no bloguista “orangina” também ele abre uma página da net. Quem faz isso uma vez, pode fazer duas ou três.


De Antnio Almeida a 8 de Agosto de 2005 às 10:45
Seja ou não a DGV a autora do comentário, saibam que clicando sobre o autor vamos à página da dita. O que me oferece dizer, neste caso, sem negar que circulando a 50 Km/h não voltaremos um carro, mas congestionariamos todas as vias (refiro-me a estradas fora das localidades, o que me parece ser o caso ilustrado na imagem)e teremos uma produtividade ainda menor. Será muito difícil manter as nossas estradas ao mesmo ritmo a que se degradam?


De dgv a 8 de Agosto de 2005 às 09:47
Quando se circula 50 KMH (Velocidade dentro das Povoações)não se volta um carro.


De Ruiva a 8 de Agosto de 2005 às 00:47
Um dia, neste blog, intitulei-a de “estrada da morte”! Estaria assim tão errada, ao ver semelhante imagem? Quanto tempo mais, terão que os utilizadores desta estrada, aguentar os “fígados na boca”??? O dinheiro que gastaram naquele ror de painéis de propaganda política não teria sido mais bem empregue a arranjar estas bermas assassinas? Quantos acidentes serão necessários haver até que a C.M.L. tome providências? Se calhar até tenho a solução… Porque não denunciar esta situação à TVI ou à SIC? Eles “pelam-se” por um escândalozinho! É que a paciência tem limites!!! Se a autarquia tem conhecimento do estado da estrada, se não faz nada então é conivente, e se o é, deveria responsabilizar-se por todos os acidentes aqui verificados. Não é esta uma estrada municipal? Então de quem é a responsabilidade pela sua conservação?
Mas neste país, infelizmente, a culpa morre solteira… Até quando, Dr. Seruca???


De capota a 7 de Agosto de 2005 às 21:36

O tempo está bom é para as rotundas.

O que interessa é dar nas vistas.
O nosso rico dinheirinho é gasto sem qualquer visão coerente.
É só para eleitor ver.
S. Sebastião então é um horror de erros.

Loulé- Luis Capota


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16
17
18

21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Novo Espaço para o "seBAS...

. Estacionamento Eleitoral!...

. Biografia de Miguel Torga...

. 100 anos de Torga... Libe...

. Do rico espólio documenta...

. "Tomada do Castelo"... de...

. Inauguração Amanhã!

. Vem à Terra o mais ilustr...

. Silêncio à espera de Agos...

. A uma Boa Notícia ofereço...

.arquivos

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds