Terça-feira, 2 de Agosto de 2005

Picadas Radicais... em São Sebastião

Picada.jpg


Chegar a algumas habitações nesta nossa Freguesia é uma experiência radical.


Parece um trilho andino ou de outra serra de um país subdesenvolvido.


Mas não. É Momprolé... e que lindas moradias de residentes estrangeiros são servidas por esta "Estrada" !


A Junta de Freguesia que mais verbas gasta em abertura e manutenção de caminhos.


151.730,00 EUROS do Contrato Programa da C. M. L. / Junta, para 2005

publicado por aalmeilda às 20:53
link do post | comentar | favorito
|
7 comentários:
De Vagabundo a 3 de Agosto de 2005 às 22:23
Vou avisar o Pecaaas!!! Já não irá ser necessário ele ir pra Tomar fazer testes nos Land Rover, TEMOS PISTA NO ALGARVE.
Um abraço Vagabundo


De Clitie a 3 de Agosto de 2005 às 22:09
Pensava que isto era um safari que andavas a fazer...

Bjks


De Ruiva a 3 de Agosto de 2005 às 04:02
Caríssimo Rui Miguel Domingos, carecer de conhecimento global é sinónimo de ignorância, e eu meu caro, sou ruiva, não loura (se é que percebe o trocadilho). “Temos pena”? Que pobreza de espírito… Ninguém que não “papagueie” os vossos ensinamentos tendenciosos e laranjistas são logo rotulados de burros. Maiores burros são aqueles que têm umas palas nos olhos e não vêm para além disso. Não vêm porque não querem, porque se recusam a ver. E o que vêm, é apenas fruto da vossa imaginação doentia, senão como chega à “brilhante conclusão” com o texto “tão conclusivo” que redigiu? Por acaso conseguiu interpretar o texto que redigi, ou a mente ficou turva a meio? Não será humanamente aceitável ambicionar para todos os cidadãos em geral, as mesmas regalias? Os mesmos direitos? Ou há cidadãos de 1ª e de 2ª? Uns circulam em auto-estradas e outros por caminhos de cabras. Essa é a realidade com que temos que viver. NÃO ME PEÇAM PARA ACEITAR, NÃO ME PEÇAM PARA COMPREENDER, POIS NÃO TENHO UM PENSAMENTO LARANJA E MUITO MENOS CRUEL. Limite-se a falar daquilo que sabe e ponha-se no seu lugar.


De Antnio Almeida a 2 de Agosto de 2005 às 23:36
Em resposta aqueles que me acusaram de não conhecer a Freguesia, decidir desbravá-la profundamente. Tendo com "road book" o Contrato programa da Freguesia para o presente ano. Aquilo que vou descobrindo vou dar-vos a conhecer.
Como diz o Rui, a propaganda instalada dá a entender que "os caminhos" foram as grandes obras do nosso presidente... estou a visitá-los um-por-um! E para além de picadas, asfaltamentos parcimoniosos encontro promessas para Setembro ;)


De Exkizitix a 2 de Agosto de 2005 às 23:33
Oi,tive a ver esse artigo e axo k seja giro k tornem akele caminho num safari turístico... era um bom meio de se ganhar dinheiro... além disso, goxtava k fosse msm aos andex, para ver o k é um caminho de serra... goxtava k tb em vex de tarem a prometer k faxem extádiox, tivexem coragem de dixer o k falta de importante nexta freguesia e dar menox atenção a pormenorex k pouco ou nada são de útilix, a não ser para um ou outro rezident privado... axim ñ konseguirão avançar contra akele k axam k é o vosso adversário...
Maix, axo k as zonas rurais tão mt bem como tão... a falta de uma ou outra extrada de USO PRIVADO, ñ axo k seja da rexponsabilidade da freguesia, max sim dos proprietáriox...


De rui miguel domingos a 2 de Agosto de 2005 às 23:28
Cara ruiva vejo que é uma pessoa viajada, talvez não viaje muito é pelos caminhos da sua freguesia. Olhe convido-a a ler o bolhetim informativo da junta com as obras realizadas este mandato e poderá ver os caminhos que passaram a estradas e os caminhos que foram amplamente melhorados. Olhe que não são poucos, olhe que poucos agricultores se podem queixar de ter os seus caminhos por arranjar.No entanto registei com atenção o seu testemunho embora padeça de muita falta de conhecimento global, resumindo-se a um caso excepcional. Temos pena.


De Ruiva a 2 de Agosto de 2005 às 23:20
Já vi melhores caminhos em África!!! É vergonhoso sujeitar os munícipes a circularem por caminhos estreitos e sinuosos, sem a mínima condição à elevação de “estrada”. Em alguns países africanos de expressão portuguesa que visitei, encontrei algo semelhante à imagem aqui apresentada. O facto é que não me choquei, pois em países muito pobres, sem o mínimo de infra-estruturas, é uma “bênção” terem como estrada, um caminho. Mas aqui??? Aqui choca-me profundamente! Não porque o caminho aqui apresentado sirva de acesso às moradias de alguns estrangeiros, mas porque ainda há portugueses que têm que circular pelos mesmos caminhos que os caprinos circulam. Se há caminhos que devem continuar caminhos (pela beleza natural, pela sua própria essência), outros há que deveriam ser elevados a estradas. São estes os caminhos que os veículos prioritários terão que circular em caso de emergência? Qual a velocidade máxima provável que um veículo pode atingir, tendo como preocupação máxima salvar a vida de alguém? Eu não sei, mas ainda bem que estou rodeada de alcatrão!!!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16
17
18

21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Novo Espaço para o "seBAS...

. Estacionamento Eleitoral!...

. Biografia de Miguel Torga...

. 100 anos de Torga... Libe...

. Do rico espólio documenta...

. "Tomada do Castelo"... de...

. Inauguração Amanhã!

. Vem à Terra o mais ilustr...

. Silêncio à espera de Agos...

. A uma Boa Notícia ofereço...

.arquivos

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds