Sábado, 2 de Julho de 2005

Uns e outros!

Junta_Sol.jpg


Foi finalmente, colocado em marcha o cronómetro. Daqui a 360 dias teremos, pronta a sede da Junta da Nossa Freguesia. Tudo bem, merecemos!


Durante a alocução optimista, ao povo, debaixo do sol do meio-dia, o Sr. Presidente da C.M.L. referiu as qualidades do Largo, renovado, de S. Francisco, esquecendo que todos aqueles, que sem qualquer sombra o ouviram, não sentiram essas tais qualidades.


Pensemos como o Sr. disse, nas pessoas! Uma política solidária, nas palavras fica bem. Mas nos actos ficaria muito melhor!

publicado por aalmeilda às 16:40
link do post | comentar | favorito
|
6 comentários:
De Tito a 4 de Julho de 2005 às 11:37
Boa!!!
Esses Sr.s reclamam igualdade para todos, mas eles estão à sombra e o povo está ao Sol.
Hi, Hi, Hi...


De Pedro a 3 de Julho de 2005 às 19:32
Qualquer infra estrutura para "minorar o sofrimento" do cidadão, é sempre bem vinda!


De Antnio Almeida a 3 de Julho de 2005 às 12:33
Vê Eduardo! Como todo o discurso pode ser metafórico. O mal é que este país é todo ele uma metáfora. Não haveria grande mal nisso, não fora o nunca mais encontrarmos resposta a este enigma:
Portugal existe porque existem portugueses... ou vice-versa?
Pensemos isto e talvez se faça "luz"! Vamos pensar a nossa vida!


De Eduardo a 3 de Julho de 2005 às 03:17
Caramba, caro Almeida! Essa do metafórico é de arromba! Mas eu não vejo qualquer metáfora nos actos sugeridos: uns, à sombra - outros, à esturreira do sol. Acontece que os que ficam escaldados, já de si estavam escaldados por pagar os impostos com que os que ficam à sombra são pagos! Há aqui alguma metáfora?
Só se a metáfora é a história da excelsa beleza do jardim. Aquilo, sim, é um jardim! Vocês não entendem que em Loulé podemos inventar alguma coisa? Os chineses e os japoneses inventaram os jardins de pedras e areia. Nada de plantas, flores, mosquitos e essas coisas que maculam os jardins. Aqui inventamos os jardins com flores envasadas, que se podem substituir todos os dias, se for preciso. Árvores? Para quê? Para dar o resultado das tílias na praça da República, que se enchem de pardais que tratam de cagar os nossos ricos pópós?! Assim, uns esguichos de água por uma ponte que vai de lado nenhum para nenhuma parte é muito mais original. Ou andará por aqui metáfora? A ser assim, a metáfora é a seguinte: é mais barato fazer uma ponte e uns esguichos e tirar as plantas que podem fazer sombra, do que aumentar o número de candeeiros ou a potência das respectivas lâmpadas,com o fim de afugentar os drogados que, dizem, se juntavam por lá aos montes. Ou a metáfora é a própria ponte? Mete água e não serve para nada. Como esses que estão por aí à sombra...


De Antnio Almeida a 3 de Julho de 2005 às 02:41
Existe todo o lado metafórico que pode ser desenvolvido. A política é um acto social, como tal não alheio a estatutos.


De julio a 2 de Julho de 2005 às 17:41
Amigo Almeida gostei de o ver por lá é destes momentos que se começa a crescer para a politica, quanto á sombra, o facto de se assistir a um acto tão nobre implica um esforço que para uns é insignificante para outros de Hercules depende da postura. Cumprimentos


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16
17
18

21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Novo Espaço para o "seBAS...

. Estacionamento Eleitoral!...

. Biografia de Miguel Torga...

. 100 anos de Torga... Libe...

. Do rico espólio documenta...

. "Tomada do Castelo"... de...

. Inauguração Amanhã!

. Vem à Terra o mais ilustr...

. Silêncio à espera de Agos...

. A uma Boa Notícia ofereço...

.arquivos

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds